sábado, 10 de maio de 2008

Um homem também chora

Deixa-me falar-te uma última vez
Fingir que acredito no que me dizes
Espera mais um pouco não vás já embora
Onde estão os momentos em que fomos felizes?
Eu entendo mas não aceito
Pra mim ainda não era a hora
O nosso amor não foi perfeito
E um homem também chora
Ao ler cartas por ti escritas
Por ter lembranças infinitas
Ao ver que me és essencial
Por saber que o sonho não é real
Mudaste tudo o que eu era
Mudaste todo o meu rumo
Transformaste o Outono em Primavera
Fazes parte de mim e eu assumo
Que entendo mas não aceito
Não podes ir assim embora
Não calo o grito do meu peito
Porque um homem também chora
Quando liberto as emoções
Quando não escondo o embargo na voz
Quando vivo de recordações
Por não restar mais nada de nós.

2 comentários:

catarina disse...

BEM VINDO!!!!=) O bom filho á casa torna!!! Ainda bem.
Agora sou msm obrigada a dixer...Eu bem te avisei!!! sabia k voltarias...N se nega akilo k nos ta no sangue..

Passando á frente disto e apesar de seres um amigo desnaturado k nem me avisou nem nd tenho k dixer... Gostei!!! Tá lindo...

Sabes k hj é dificil pa mim comentar e dier coisas minimamente interessantes. Mas sabes tbm k kando digo k algo me tóca é pk é verdade...E este tocou me.

Parabens e continua!!!N voltes a fugir de nos!!xD

Beijinho

Hellen disse...

"Porque um homem também chora
Quando liberto as emoções
Quando não escondo o embargo na voz
Quando vivo de recordações
Por não restar mais nada de nós."

Mais uma vez aqueles versos que comovem qualquer um e que demonstram um grande amor e sobretudo uma grande luta !

Beijos